Yara Achôa Posted on 21:58

Como correr a primeira maratona


O professor de educação física, diretor e idealizador do Projeto Esporte Solidário, e diretor técnico da Run&Fun, Mario Sérgio, escreveu um artigo super bacana na revista BOA FORMA, sobre Como correr a primeira maratona. Reproduzo alguns trechos a seguir:

Há um ditado que diz que todas as pessoas deveriam ter um filho, plantar uma árvore e escrever um livro. Nós, corredores, poderíamos acrescentar um item: todas as pessoas deveriam correr uma maratona pelo menos uma vez na vida. Só quem já correu sabe as sensações, as dificuldades e a alegria que se sente ao terminar uma maratona. 

No decorrer de uma maratona, pode-se dizer que toda a nossa história passa pelos nossos olhos. No fim da corrida, a sensação é uma vontade de nunca mais correr na vida; e, no dia seguinte, junto da alegria de ter cumprido uma maratona, o planejamento para correr de novo no ano seguinte e melhorar o tempo alcançado. 

Mas correr uma maratona não é para qualquer um. Hoje, com a popularização da corrida em todo o mundo, vemos um número crescente de corredores muito pouco preparados realizando esse desafio tão grande. Na verdade, há uma máxima a ser seguida para quem quer realizar a prova: definir a maratona de acordo com os objetivos e procurar sempre a orientação de um treinador especializado, além do acompanhamento de um médico esportivo. 

Após esses procedimentos, o mais importante é ter consciência de que uma preparação deste tipo é como desenvolver um planejamento estratégico, com estabelecimento de metas e ações que deverão ser cumpridas e acompanhadas, durante todo o período de treinos. Para quem está começando a correr, com boa evolução no treinamento, sugiro dois ou três anos antes de enfrentar uma maratona. O corredor deve incluir antes na sua bagagem várias provas de 10 km, algumas provas de 15 km e, no mínimo, duas meias maratonas. 

O primeiro desafio para o futuro maratonista deverá ser aumentar o tempo de corrida; com uma evolução progressiva, já se preparando para os esforços necessários para a prova. Este objetivo é trabalhado principalmente nos treinos longos, realizados apenas uma vez por semana, e que aumentam progressivamente distâncias que variam de 18 km a 30 km, entre duas e três horas. Sugiro de 20 a 24 semanas de planejamento para a prova.



E mais algumas dicas: 

• Seja humilde.
 Para sua primeira prova, o mais importante é completá-la. Não faça apostas para terminar a prova em um determinado tempo. O que mais vale é chegar ao fim. E bem!

• Faça todos os experimentos nos treinos. Aproveite-os para testar novos tênis, meias, roupas, suplementos e alimentos que serão utilizados na prova.


• Use a musculação como auxiliar aos treinamentos.


• Separe pelo menos dois pares de tênis para esta jornada.


• Não se impressione com a barreira dos 30 km. Após esta distância, há corredores que sentem os braços mais pesados, a musculatura mais dolorida e dificuldades a cada passada. Isto pode ser causado por uma queda grande de glicose no organismo, déficit de glicogênio no músculo ou superaquecimento. Se preciso, diminua o ritmo da corrida mas evite caminhar: persista na obtenção do seu objetivo.


• Um bom planejamento deve ser flexível para adaptações.Se na véspera da prova você não dormiu bem, ou descobre que a temperatura do local está mais alta do que a dos treinos, adapte o seu planejamento para a situação atual.


• Bons treinos e boa prova!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *